Revista lista profissões com maior número de psicopatas; confira

As pessoas com esse distúrbio de personalidade possuem emoções superficiais, estresse, falta de sensibilidade com o sentimento dos outros, irritabilidade, entre outras características.

As pessoas com esse distúrbio de personalidade possuem emoções superficiais, estresse, falta de sensibilidade com o sentimento dos outros, irritabilidade, entre outras características.

A revista The Week revelou uma pesquisa com as profissões que mais atraem os psicopatas. As pessoas com esse distúrbio de personalidade possuem emoções superficiais, estresse, falta de sensibilidade com o sentimento dos outros, irritabilidade, entre outras características.

Se o seu nome não aparece na lista, não se preocupe: a psicopatas em todas as profissões

Se o seu nome não aparece na lista, não se preocupe: a psicopatas em todas as profissões

De acordo com a revista, a maior quantidade de psicopatas está entre os presidentes das grandes empresas. Em segundo lugar aparecem os advogados, seguidos pelos profissionais da mídia. Contudo, a revista destaca que trabalhar com profissionais dessas áreas não significa correr risco de vida. A justificativa para a ordem do ranking são que esses profissionais precisam tomar decisões objetivas, deixando os sentimentos de lado.

Profissional da mídia (TV/Rádio) ocupa a terceira posição

Profissional da mídia (TV/Rádio) ocupa a terceira posição

Confira as 10 profissões que mais atraem psicopatas, segundo a The Week:

Psicopatas

Fonte: Portal Terra (Post suferido por Rubens Souza)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s