Susie será primeira mulher a participar de fim de semana de GP após 22 anos

 Pilota de desenvolvimento da Williams guiará o FW36 em dois treinos livres durante 2014. Chefe adjunta, no entanto, não tem planos para inglesa virar titular futuramente


Pilota de desenvolvimento da Williams guiará o FW36 em dois treinos livres durante 2014. Chefe adjunta, no entanto, não tem planos para inglesa virar titular futuramente

No início desse mês, a Sauber anunciou Simona de Silvestro como pilota afiliada. Trata-se de um programa de preparação, com testes de pista, simuladores, preparação física e psicológica para que a suíça de 25 anos adquira a superlicença e se torne pilota titular em 2015.

Nesta segunda-feira, a Williams confirmou a permanência de outra presença feminina na F-1: Susie Wolff, de 31 anos, continua no papel de pilota de desenvolvimento. Neste ano, porém, o contrato de Susie prevê um avanço: a oportunidade de guiar, ao longo do ano, o FW36 em dois treinos livres das sextas-feiras, em GPs ainda não definidos. I

Isso fará da britânica a primeira mulher a participar de um fim de semana de GP desde a italiana Giovanna Amati, que em 1992 disputou treinos classificatórios em três ocasiões tentando, sem sucesso, classificar-se para corridas. No entanto, Claire Williams, chefe adjunta da equipe, explicou que, apesar do desejo da pilota de 31 anos em se tornar titular algum dia, não há planos para que a britânica assuma esse posto futuramente no time dos brasileiros Felipe Massa e Felipe Nasr.

– Susie tem trabalhado como pilota de desenvolvimento para o time, o que é um trabalho muito importante em razão de a Fórmula 1 ser uma corrida de desenvolvimento. Ela trabalha com nossos engenheiros na fábrica para ajudar no desenvolvimento do carro. Mas temos pilotos titulares e reservas e Susie tem um papel de valor e está exercendo bem esse papel no momento – explicou.

Giovanna Amati participou de três fins de semana de GP de Fórmula 1 em 1992 (Foto: Getty Images)

Giovanna Amati participou de três fins de semana de GP de Fórmula 1 em 1992 (Foto: Getty Images)

Até hoje, apenas cinco mulheres participaram de grandes prêmios da F-1: Maria Teresa de Filippis (1958 a 69), Lella Lombardi (74 a 76), Divina Galica (76 e 78), Desire Wilson (80) e Giovanna Amati (92). Apenas as duas primeiras chegaram a disputar provas oficiais, enquanto Lella foi a única a atingir a zona de pontuação: marcou 0,5 ponto no GP da Espanha de 1975. Mesmo sem expectativa de se tornar titular, Susie celebra a função na Williams:

– Estou grata pelo apoio e confiança que a Williams continua a depositar em mim e 2014 promete ser um marco importante na minha carreira. Minhas responsabilidades têm aumentado na equipe como prova com a oportunidade de testar o carro em Silverstone, além dos testes em linha reta no ano passado. Participar de dos treinos livres além de um teste será um grande passo. Estou ansiosa para estar ao volante do FW36 em um fim de semana de GP. É um desafio que saboreio e uma grande chance de continuar apoiando a equipe – celebrou a pilota que disputou o campeonato alemão de turismo (DTM) por sete temporadas.

Susie Wolff é pilota de desenvolvimento da Williams desde 2013 (Foto: Divulgação)

Susie Wolff é pilota de desenvolvimento da Williams desde 2013 (Foto: Divulgação)

Susie Wollf guiou o FW35 durante testes de Silverstone em 2013 (Foto: Divulgação)

Susie Wollf guiou o FW35 durante testes de Silverstone em 2013 (Foto: Divulgação)

Claire esteve no RJ para fechar parcerias para a equipe (Foto: Divulgação/Petrobras)

Claire esteve no RJ para fechar parcerias para a equipe (Foto: Divulgação/Petrobras)

Claire Williams torce por Simona na Sauber – Em um ambiente predominantemente masculino, Claire Williams destacou a crescente presença feminina na Fórmula 1, citando, além de Susie e Simona, a presença de Monisha Kaltenborn na chefia da Sauber. – É interessante. A F-1 é uma indústria predominantemente masculina, mas isso está mudando e mudando muito rápido. Nós temos uma chefe mulher na Sauber, a Monisha, temos a Susie como pilota de desenvolvimento e a Simona na Sauber. É muito importante. Mas o mais importante é saber se a pessoa sabe fazer seu trabalho ou não. Mas é legal ver um maior número de mulheres na F-1, em diferentes papeis. Na Williams temos muitas engenheiras mulheres. Não é usual, mas é uma grande coisa. Isso encoraja mais mulheres para entrar no automobilismo.

Simona de Silvestro, pilota afiliada da Sauber (Foto: Divulgação)

Simona de Silvestro, pilota afiliada da Sauber (Foto: Divulgação)

Claire também demonstrou apoio para que Simona Silvestro e a Sauber tenham sucesso no projeto para que a suíça se torne titular.

– Absolutamente! Não há porque ela não poder chegar lá. Mas a questão é se o piloto ou pilota é capaz. Estamos na F-1, temos que ter os melhores pilotos. Se a mulher for essa melhor pilota, o sexo não fará diferença caso ela seja capaz de ser a mais rápida em um carro de corrida.

A dirigente, no entanto, evita fazer previsões de quando uma mulher, enfim, alinhará em uma corrida de F-1, quebrando o jejum que dura desde 1976, quando a italiana Lella Lombardi disputou a última de suas 12 provas pela categoria.

– Não sei. Não é possível dizer. Depende de muitos fatores. Como a pilota se desenvolverá na base, o quão rápido ela será. Seria legal ter uma bola de cristal para saber, mas não é possível saber quando uma mulher voltará a alinhar no grid.

Italiana Lella Lombardi disputou 12 GPs de Fórmula 1 na década de 1970 (Foto: Getty Images)

Italiana Lella Lombardi disputou 12 GPs de Fórmula 1 na década de 1970 (Foto: Getty Images)

As informações são do Globoesporte.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s