Malharia Sulfabril tem leilão marcado para hoje, 15 anos após falência

A malharia Sulfabril, criada em 1947 em Santa Catarina, vai a leilão em maio. A marca fez sucesso sobretudo nas décadas de 1970 e 1980, quando seus anúncios eram estrelados por atores da TV. Este anúncio traz os atores Marcos Paulo (1951-2012) e Sandra Bréa (1952-2000)

A malharia Sulfabril, criada em 1947 em Santa Catarina, vai a leilão em maio. A marca fez sucesso sobretudo nas décadas de 1970 e 1980, quando seus anúncios eram estrelados por atores da TV. Este anúncio traz os atores Marcos Paulo (1951-2012) e Sandra Bréa (1952-2000)

Quinze anos após ter a falência decretada, a malharia Sulfabril deve ir a leilão nesta terça-feira (27). A empresa brasileira de malhas e confecções foi sucesso nos anos 1970 e 1980 e terá sua marca e quatro fábricas leiloadas. A marca Sulfabril é avaliada em R$ 40 milhões, e as fábricas, em cerca de R$ 120 milhões.

Apesar da falência, duas das fábricas ainda estão em operação. Atualmente, a empresa está sob a administração de um síndico nomeado pela Justiça, o economista e professor Celso Mario Zipf. A empresa tem uma dívida estimada em R$ 119 milhões. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores Têxteis de Blumenau, Gaspar e Indaial, desse total, R$ 60 milhões se referem a dívidas trabalhistas. O advogado do sindicato, Osmar Packer, afirma que cerca de 3.000 trabalhadores têm direito a indenizações.

Falência foi decretada em 1999 – A Sulfrabril nasceu em Blumenau (SC) em 1947 e chegou a empregar mais de 5.000 funcionários. Suas coleções eram anunciadas no horário nobre da televisão e nas principais revistas do país, com garotas-propaganda como as atrizes Regina Duarte e Sandra Bréa.

A crise da empresa teve início em meados da década de 1990, com a abertura do Brasil ao mercado internacional. A falência foi decretada em 1999. A decisão sobre a realização do leilão foi proferida em 25 de fevereiro deste ano pela juíza Quitéria Tamanini Vieira Peres. Na sua análise, ela disse que o leilão, após a longa tramitação do processo de falência, é uma “providência há muito esperada por constituir medida necessária à efetivação do pagamento dos créditos”.

Atualmente, a Sulfabril emprega 700 funcionários em duas unidades em atividade, em Blumenau e Ascurra (SC). O patrimônio da empresa inclui ainda duas unidades desativadas, em Gaspar e Rio do Sul, também em Santa Catarina. A catarinense Tatiane Duarte foi nomeada para administrar o leilão. “A venda inclui tanto os imóveis quanto os ativos localizados em cada unidade”, disse ela.

O leilão será realizado em modalidade de pregão, por carta fechada. Os interessados tinham até segunda-feira (26) para entregar as propostas no cartório da 1ª Vara Cível de Blumenau. A abertura das cartas será seguida de leilão entre os responsáveis pelas maiores ofertas.

A marca e as unidades, avaliadas em cerca de R$ 160 milhões, serão oferecidas primeiramente em conjunto. Para ofertas à vista, o lance inicial é de 75% do valor de avaliação. Para propostas a prazo, o mínimo é o valor integral da avaliação, com pagamento de 30% à vista e saldo parcelado em até 36 vezes.

Terá prioridade o interessado que desejar adquirir todos os bens de forma englobada, em lote único. Se não houver interessados para a compra englobada, serão abertas as propostas em lotes.

O primeiro lote, das marcas e das duas unidades operacionais (R$ 149,3 milhões), aceitará propostas a prazo. O segundo lote, da unidade desativada em Gaspar (R$ 7,1 milhões), e o terceiro, da unidade desativada em Rio do Sul (R$ 3,7 milhões), contemplam apenas ofertas à vista, com pagamento de 30% em 72 horas e saldo em 15 dias. (Aiana Freitas, UOL/SP)

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s