Lançamento de livro de José Medeiros retrata a essência do homem pantaneiro

Livro foi publicado em três idiomas, de forma que o trabalho único de José Medeiros atravessasse fronteiras. A tiragem inicial foi de três mil exemplares. A obra pode ser adquirida na Arena Cultural por R$ 150,00 (preço promocional).

Livro foi publicado em três idiomas, de forma que o trabalho único de José Medeiros atravessasse fronteiras. A tiragem inicial foi de três mil exemplares. A obra pode ser adquirida na Arena Cultural por R$ 150,00 (preço promocional).

Em meio à apresentações de dança, coral, música regional e comida típica, um livro, depois de onze anos de gestação, nascia em meio à um cenário cultural agitado, em uma época onde os olhos do mundo inteiro recaem sobre Cuiabá. Trata-se do livro de fotografia “O Pantanal de José Medeiros”, do fotógrafo que dá nome à obra, cujo pré-lançamento foi nesta segunda-feira (17), na Arena Cultural.

De acordo com a editora Maria Tereza, da Entrelinhas, o livro foi publicado em três idiomas, de forma que o trabalho único de José Medeiros atravessasse fronteiras. A tiragem inicial foi de três mil exemplares. A obra pode ser adquirida na Arena Cultural por R$ 150,00 (preço promocional).

“Eu não simplesmente cheguei lá, tirei a foto e pronto. Eu convivi com essas pessoas, conheci suas histórias. Em cada foto, o olhar conta algo, transmite uma emoção”, disse José Medeiros sobre o processo de criação do livro.

A ideia de fotografar o Pantanal surgiu com uma reportagem para uma revista. José, então, queria aprofundar-se neste ecossistema único, mas focando não na natureza e sim no homem. Medeiros queria retratar, mas, mais que isso, conhecer o homem pantaneiro. “Nas fotos, temos a essência do homem pantaneiro. Vemos em cada retrato uma pureza e simplicidade que são raros hoje em dia”, explicou o fotógrafo.

Para José, outra questão do homem pantaneiro é sua originalidade e contato com suas raízes. Medeiros cita a festa de santo de São Benetido. Em Cuiabá, as bandeiloras da celebração tem a imagem do santo de um lado e a do patrocinador do outro. “É propaganda. Mas no Pantanal a gente ainda vê as festas originais, realmente de santos, realmente focadas na religiosidade”, disse.

Para aqueles que não podem comprar o livro, a Arena Cultural tem um pouco da obra na exposição “O Pantanal de José Medeiros”, no Espaço Cultural.

rogramação

Para aqueles que pretendem visitar o espaço nesta terça-feira (17), segue a programação abaixo. Lembrando que a Arena Cultural estará aberta durante o jogo do Brasil, no qual fará a transmissão ao vivo.

Terça-feira (17 de junho)

15h00 Brasil X México
17h00 Vando do Cavaco e Banda (PRINCIPAL)
18h00 Russia X Coréia
20h00 Hinos com Habel Dy Anjos e Vera Capilé (PRINCIPAL)
20h20 Caçula do Pandeiro (ARENA)
20h50 Show Panorama Mato Grosso: Do Ouro a Soja (PRINCIPAL)
21h30 Espetáculo “Dança Aí” com Golden Girls (PRINCIPAL)
22h00 Rasqueado: Gilmar, Lucialdo e Flor Morena e dançarinos (PRINCIPAL)
22h30 Grupo Chalana de Cáceres/MT (ARENA)
23h00 Carnaval com Baterias e Passistas (PRINCIPAL)

Quarta-feira (18 de junho)

20h00 Show Panorama Mato Grosso: Do Ouro a Soja (PRINCIPAL)
20h40 Luciana Bomfim (ARENA)
21h10 Engenho de Dentro (PRINCIPAL)
21h40 Grupo Chalana de Cáceres/MT (ARENA)
22h20 Macaco Bong (PRINCIPAL)
22h50 Grupo Balaio de Samba (ARENA)
23h20 Rasqueado: Gilmar Fonseca, Lucialdo e João Eloy – Dançarinos (PRINCIPAL)

Por Stéfanie Medeiros, do Olhar Direto

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s