Suárez cria dilema para Adidas na Copa após mordida

Segundo professor de estratégia empresarial esportiva, ao voltar a morder um adversário, o jogador uruguaio testa os limites da marca

Segundo professor de estratégia empresarial esportiva, ao voltar a morder um adversário, o jogador uruguaio testa os limites da marca

Porto Alegre – O atacante uruguaio Luis Suárez deixou sua patrocinadora Adidas AG com um dilema na Copa do Mundo ao, aparentemente, morder um adversário italiano durante a partida de ontem. As imagens de televisão parecem mostrar Suárez afundando seus dentes no ombro do zagueiro Giorgio Chiellini em uma vitória de 1 a 0 em Natal que classificou o Uruguai para as oitavas de finais do torneio e eliminou a tetracampeã Itália.

Suárez, 27, que foi banido por 10 jogos no ano passado na Premier League inglesa por morder um adversário, ignorou as perguntas dos repórteres depois do jogo. A Fifa disse que está investigando o incidente. “Eu posso prever a Adidas dizendo ‘chega’”, disse Simon Chadwick, professor de estratégia empresarial esportiva na Universidade Coventry, no Reino Unido, em entrevista por telefone. “Suárez está testando os limites deles”.

A Fifa, organizadora do torneio, disse em um comunicado enviado por e-mail hoje de manhã que iniciou um procedimento disciplinário contra Suárez. Suárez, do Liverpool, que foi eleito o melhor jogador da Premier League na última temporada, compõe a carteira de jogadores de futebol da Adidas ao lado de Lionel Messi, da Argentina, que promoveu a marca em uma publicidade lançada antes da Copa do Mundo.

Um ano depois de alertar Suárez a respeito de sua conduta, Chadwick disse que a Adidas novamente ficará sob pressão para agir como “árbitro moral” e dar um fim à sua ligação com ele.

Funcionários da Adidas, a fabricante de produtos esportivos avaliada em US$ 22 bilhões com sede em Herzogenaurach, Alemanha, não retornaram imediatamente os e-mails e mensagens de voz deixados após o horário comercial em busca de comentários sobre se a empresa romperá com Suárez.

Vendas da Adidas

A Adidas disse hoje mais cedo que neste ano terá 2 bilhões de euros (US$ 2,7 bilhões) em vendas relacionadas ao futebol em um momento em que a Copa do Mundo aumenta a demanda por suas bolas e equipamentos esportivos. A empresa está tentando se distanciar da rival americana Nike Inc. no mercado global de produtos de futebol, que movimenta US$ 17 bilhões.

Depois que Suárez teve seu primeiro banimento na Premier League, no ano passado, por morder o zagueiro Branislav Ivanovic, do Chelsea, durante uma partida, a Adidas disse que “lembraria” o jogador do Liverpool a respeito dos padrões que a marca espera de seus patrocinados. Quando jogou pelo Ajax, de Amsterdã, Suárez recebeu uma suspensão de sete partidas, em 2010, por morder um adversário.

Sem expulsão

Chiellini correu até o árbitro para mostrar seu ombro durante a partida de ontem depois que Suárez aparentemente o mordeu. Suárez não foi expulso, nem penalizado. Chiellini disse em uma entrevista na televisão que os dentes de Suárez deixaram uma marca em seu ombro.

Esse incidente mais recente não prejudicará a receita da Adidas, exceto possivelmente na Itália, segundo Paul Swinand, analista da Morningstar Inc. em Chicago, que monitora marcas de roupas esportivas. Se a Adidas romper com Suárez, o atacante pode assinar com a Nike, acrescentou Swinand em entrevista por telefone.

“Talvez ele não se encaixe no estilo deles, mas se a Adidas o liberar, ele irá para a concorrência”, disse Swinand. “Se a Nike gerenciar bem a imagem de bad-boy, será bom para as vendas”. (Alex Duff, da Bloomberg)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s