Briga entre Cesar Cielo e marca com seu nome vira deboche na internet

Nadador olímpico conseguiu na Justiça forçar a empresa de pagamentos Cielo a mudar de nome em 180 dias

Nadador olímpico conseguiu na Justiça forçar a empresa de pagamentos Cielo a mudar de nome em 180 dias

Internautas não pouparam deboches à disputa judicial entre o nadador olímpico Cesar Cielo e a empresa de meios de pagamento Cielo. Proibida pela Justiça Federal do Rio de Janeiro de utilizar seu próprio nome em 180 dias, a marca vai recorrer da decisão de primeira instância.

Nas redes sociais, os internautas iniciaram um movimento para reivindicar injustiças com seus próprios nomes. “Vou processar a Inglaterra”, postou a a usuária Louise de Londres. “Vou processar o Papai Noel”, disse Ana Paula Natal.

Internautas fazem piadas com disputa entre nadador e marca

Internautas fazem piadas com disputa entre nadador e marca

Com a quantidade de piadas envolvendo a disputa, a zombaria só aumentou. A internauta Ana Paula Cadamuro avisou que vai “processar cada muro da cidade”. Bruno Brasil escreveu que processará o País.

O usuário Gil Giardelli ‏sugeriu que pessoas com sobrenomes Leite, Brilhante, Portela sigam o exemplo do nadador e processem mais marcas.

No processo, o nadador alegou que a marca se apropriou do sobrenome de sua família indevidamente, após ter sido fechado contrato de uso de imagem com o atleta. A juíza da 13ª Vara Federal do Rio, Márcia Maria Nunes de Barros, entendeu que a Cielo tinha “total conhecimento da notoriedade do nome do autor”.

Para ela, o fato de o atleta ter conhecimento do uso da marca idêntica ao seu nome” ou mesmo de ter celebrado contrato de imagem com a empresa não implica, no entanto, em uma autorização implícita”.

Em sua defesa, a marca argumentou que a palavra Cielo está no dicionário em espanhol e italiano, e a escolha do nome teve intenção de fazer uma associação com “o céu é o limite”.

Ainda no processo, a empresa argumenta que Cielo é uma palavra que está no dicionário, tanto no espanhol quanto no italiano. A estratégia para a escolha da marca foi para marcar uma nova fase dos negócios, segundo a companhia, e a ideia era fazer uma associação com ‘o céu é o limite’. Segundo a empresa, o nadador teria sido contratado por seu sobrenome coincidir com o nome da marca. (iG/SP)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s