Rede social une pacientes que lutam contra o câncer e gente que venceu a doença

Idealizada pelo Instituto de Oncologia Santa Paula, rede social aberta promete ser ambiente de apoio e troca de experiências

Idealizada pelo Instituto de Oncologia Santa Paula, rede social aberta promete ser ambiente de apoio e troca de experiências

Lançada nesta terça-feira (21) pelo Instituto de Oncologia Santa Paula, a rede social Coneccte foi concebida com o intuito de promover o encontro online de pacientes em tratamento contra o câncer assim como os sobreviventes da doença.

E é exatamente na questão do medo que a rede social pode mais ajudar. Frequentemente os pacientes se sentem sozinhos, com a sensação de que são os únicos no mundo a guerrear contra a doença. A primeira pergunta, assim que se entra no Coneccte, é “como você está se sentindo hoje?”. A partir de então, o paciente, amigo ou parente pode compartilhar qual é o sentimento do dia, receber mensagens de apoio, ou, se estiver se sentindo bem, ajudar quem não está nos melhores dias.

A ideia é: um suco de limão te ajudou a melhorar os enjoos da quimioterapia? Compartilhe essa dica. Um truque de beleza que elevou a autoestima? Não guarde só para você.

O primeiro usuário da rede foi Gilberto Soares dos Santos, de 68 anos. Seu câncer no esôfago não foi imediatamente diagnosticado. Em janeiro deste ano, Santos começou a sentir um desconforto na região do esôfago. Procurou um gastroenterologista, fez exames e nenhum problema sério foi detectado. Seguiu com um tratamento no estômago. O tratamento, no entanto, não resolvia o incômodo que Santos relatava.

Gilberto dos Santos e Rossana Valentim: ele enfrentou um câncer no esôfago,fez cirurgia e deve receber alta em 10 dias

Em outra cidade, fez outros exames e recebeu uma excelente notícia. “Você pode ir para casa, comer de tudo e ser feliz”, conta Santos, reproduzindo as palavras que ouviu. Feliz com a notícia, seguiu o que foi recomendado, mas o desconforto que sentia não passava. Como não melhorava, não conseguia engolir alimentos direito e acabava vomitando, Santos procurou ajuda no Rio de Janeiro.

Depois de mais exames feitos, eles retornaram ao médico. “Sentamos na frente de um cirurgião e ele relatou tudo o que iria fazer em termos de cirurgia. Eu disse: ‘mas e se eu não quiser fazer tudo isso?’ O médico respondeu ‘mas estamos falando em cura”. Cura de quê, perguntou Santos, que ainda não havia sido avisado de nada. “O cirurgião explicou em detalhes como faria a cirurgia sem eu saber que tinha câncer”, conta Gilberto.

A falta de tato para dar uma notícia dessa choca. Ele, no entanto, teve o apoio da família, seguiu com o tratamento e fez a cirurgia há pouco menos de um mês, em São Paulo. Em dez dias deve receber alta médica para voltar à sua cidade, em Minas Gerais.

Pioneiros como usuários do Coneccte, Gilberto e a mulher, Rossana Valentim, vão continuar acessando para contar como estão e saber como andam os colegas de hospital. “Acabamos fazendo um monte de colegas na quimioterapia e radioterapia”, conta Rossana.

‘Para a doença a gente tem que rir, e não chorar’

Luiz Fornasaro e Ana Maria Fornasaro tiveram câncer, um após o outro: 'Formamos as duas asas de um anjo'

Luiz Fornasaro e Ana Maria Fornasaro tiveram câncer, um após o outro: ‘Formamos as duas asas de um anjo’

Estar forte para lutar contra um câncer é importante até mesmo na quimioterapia. Um exemplo é o que aconteceu com o casal Luiz Fornasaro, 68 e Ana Maria Fornasaro, 58. Ambos tiveram câncer. O primeiro a ser acometido com a doença foi Luiz, em 2010.

Com dores nos ombros e quadril, no início Luiz achou que era apenas uma dor comum. Fazia exercícios físicos na academia, e sua esposa, Ana Maria, achou que ele tinha exagerado na intensidade.

Mas não. Quando foi ao hospital para ver o que estava acontecendo, o diagnóstico de mieloma múltiplo veio. É um câncer nos ossos que não tem cura, mas tratamento. Quando a doença foi descoberta, o rim de Fornasaro já estava parado. “Os médicos falaram que ele nunca iria parar de fazer hemodiálise, mas ele ficou somente um mês fazendo”, emociona-se Ana Maria. “Ele é um verdadeiro milagre em pessoa, porque superou tudo”, diz.

Fornasaro fez um transplante autólogo da medula e melhorou bastante. “Os efeitos duraram três anos, agora está aparecendo novamente e estou me preparando para um novo transplante”, conta.

“O que ajudou foi a fé em Deus acima de tudo, a ligação familiar, os amigos e a empresa que trabalhava, que deu muito apoio também”, conta Fornasaro, que também está na rede social para interagir com outros pacientes. Dois anos depois do diagnóstico de Fornasaro, Ana Maria foi quem descobriu um nódulo em seu seio. Ela, no entanto, recebeu a notícia com mais suavidade do que o marido.

Como o caso de Fornasaro tinha sido grave e intenso, ela já estava “acostumada” a lidar com essas emoções. Ana Maria já retirou o nódulo, fez a reconstrução da mama e segue em tratamento, que deve perdurar por cinco anos.

“Para doença a gente não pode chorar. A gente tem que rir, porque se chorar ela vai pensar que está no comando. Se rir, ela vai procurar outro sítio porque esse não dá para ficar”, diverte-se Ana Maria. Forsonaro emociona-se com o que já passaram juntos. “Formamos as duas asas de um anjo. Foi tudo por ela.”

Serviço – Coneccte

Público-alvo: quem está com câncer, conhece alguém que está lutando contra a doença ou já passou por tratamento oncológico. 
Endereço: http://www.coneccte.com.br
Quanto: Gratuito
Como: Basta seguir os passos na página da rede social para se cadastrar. E convidar os amigos. Independente de onde é feito o tratamento, qualquer um pode se conectar.

Por Elioenai Paes (iG São Paulo)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s